09/06/2014

Editorial

"(...) no sertão fala-se a língua de Goethe, Dostoievski e Flaubert, porque o sertão é o terreno  da eternidade, da solidão (...) No sertão, o homem é o eu que ainda não encontrou um tu; por isso ali os anjos ou o diabo manuseiam a língua."  João Guimarães Rosa, em entrevista a Günter Lorenz - "Dialogo com Guimarães Rosa".
     Nosso boletim esseOesse nomeou algumas rubricas temáticas com a lalangue mineira. Uma  mineirice que não é universal mas também não é excêntrica e faz jus a articulação  entre o UM e o múltiplo da Escola Brasileira de Psicanálise, dando voz ao que resta silenciado do trauma Minas. 
     Aconteceu, dia 29 de maio, a apresentação e abertura das atividades preparatórias do XX Encontro Brasileiro do Campo Freudiano com o tema "Trauma nos corpos, violência nas cidades", que acontecerá em Belo Horizonte de 21 a 23 de novembro, ocasião na qual Marcelo Veras, nosso querido Diretor da EBP e Presidente do XXEB_CF, gravou uma entrevista, com Fernanda Otoni Brisset (Coordenadora do XXEB) e Sérgio Laia (Coordenador da Comissão Científica com o XXEB), e editou com maestria o vídeo com a arte e música mineiras, disponível neste número de esseOesse. Apreciem!  
     Por ter pisado o terreno onde os anjos ou o diabo manuseiam a língua, Freud advertiu que o analista “manipula matérias das mais explosivas e que ele deve operar com as mesmas precauções e a mesma consciência daquela de um químico”, referindo-se a violência intrínseca ao funcionamento da pulsão, a qual ele deu o nome de pulsão de morte. Ao distinguir as relações da pulsão com os dois princípios do acontecer psíquico, ele demonstra que a violência estrutural da pulsão, impossível de se escrever, ao ser tratada pelo princípio do prazer, se transforma em agressividade. Essas modalizações podem ser reconhecidas no relato de passe de Bruno de Halleux, ao abordar a bomba transferencial, a ser desmontada, caso a caso, no interior do dispositivo analítico, publicado na aba Evento Carteis.
     E por falar nisto, você já fez sua inscrição? Visite a aba inscrições no nosso Blog, lá você encontrará o caminho para deixar seu nome inscrito neste evento!
     O esseOesse 5 está na rede! Leiam, compartilhem, comentem!

Lilany Pacheco • Coordenadora da Comissão de Divulgação e Mídia do XX EBCF