27/06/2014

Editorial

Desconsertando a rebimboca da parafuseta da máquina dos homens medianos.

Fernanda Otoni • Coordenadora Geral • XX EBCF
“O homem médio, quem é? Eu, o senhor, meu zelador, o presidente da República?
Existem indivíduos, é tudo. Quando ouço falar dos homens da rua, de pesquisas de opinião, de fenômenos de massa e de coisas desse gênero, penso em todos os pacientes que vi passar pelo divã em quarenta anos de escuta. Nenhum, em qualquer medida, é semelhante ao outro, nenhum tem as mesmas fobias, as mesmas angústias, o mesmo modo de contar, o mesmo medo de não compreender.” (Jacques LACAN, 1974)

A máquina schreberiana

Henri Kaufmanner oferece-nos uma leitura sobre a intrínseca relação entre o trauma e a violência, a partir do caso Schreber. Um flash back muito atual!!!

I Encontro da Rede Toxicomania e Alcolismo (TyA) Brasil • Adições, Corpo, Violência: o que está em jogo hoje

quinta-feira • 20 de novembro de 2014
Convidados:
Mauricio Tarrab, Fabián Naparstek

Prazo para envio de trabalhos coletivos:
12 de outubro de 2014

Vagas limitadas

IV Encontro dos Núcleos da Nova Rede CEREDA no Brasil • O traumatismo e o real na clinica: o que as crianças inventam?

        A Diagonal Americana da Nova Rede CEREDA aderiu com entusiasmo ao tema proposto para 2014 e, nesta ocasião, Eric Laurent retomou a questão da análise das crianças como algo que implica eminentemente uma questão ética.

IV Tarde de trabalhos do CIEN Brasil • Trauma e real: o que as crianças inventam?

        Na época atual, as práticas com crianças e adolescentes tendem a privilegiar a prevenção e o controle, visando evitar acontecimentos “traumáticos”. Dá-se ênfase ao maltrato, abandono e abuso, em que a criança é vítima, deixando-se, em segundo plano, as respostas singulares que cada uma pode constituir face ao real.

09/06/2014

Editorial

"(...) no sertão fala-se a língua de Goethe, Dostoievski e Flaubert, porque o sertão é o terreno  da eternidade, da solidão (...) No sertão, o homem é o eu que ainda não encontrou um tu; por isso ali os anjos ou o diabo manuseiam a língua."  João Guimarães Rosa, em entrevista a Günter Lorenz - "Dialogo com Guimarães Rosa".

XX EBCF - Apresentação

Video de apresentação do XX EBCF

Eu te tenho em alta conta


Evento-Cartéis
O texto de Freud sobre o amor de transferência se dirige muito mais ao analista do que ao analisante. Ele diz que o analista “manipula matérias das mais explosivas e que ele deve operar com as mesmas precauções e a mesma consciência daquela de um químico”[2]
            No curso de minha análise, houve uma intervenção do meu analista que, num primeiro momento, pode parecer contraditória às precauções necessárias que Freud recomenda ao psicanalista. Nesta noite, interrogo essa intervenção, pois, ela toca de perto o tema do amor de transferência.

Ressonâncias I


Ecos de um encontro
Marcia M. Stival Onyszkiewicz

            No dia 31/05, houve o lançamento do quarto volume da revista ALEPH, que tem como título “A violência e a agitação dos corpos”, bem como o início das atividades preparatórias para o Encontro Brasileiro do Campo Freudiano, na Delegação Paraná. Para tanto, contamos com a presença de Fernanda Otoni Brisset e Rômulo Ferreira da Silva, numa instigante conversação acerca da violência e os corpos.

Ressonâncias II

Aconteceu em 30 de maio

Preparatórias

No dia 11 de Junho, as atividades desse Seminário serão finalizadas antes da pausa para a copa, com a mesa “Psicanálise e discurso Jurídico” que fará uma discussão preparatória para nosso encontro “Trauma nos corpos, violência nas cidades”. Nesse dia, Lucy de Castro coordenará o debate que será realizado por Maurício Freire e Wilker França.